sexta-feira, 8 de agosto de 2008

Noite de sexta-feira.



Ela resolve sair. Mas diferente das outras noites não ligou pra Bru, sua companheira de baladas e afins. Não, nessa noite foi sozinha. Pegou um táxi e acabou por descer numa boate. Esta desconhecida por ela até o momento. O lugar tinha um bom ambiente , pessoas bonitas e alegres. Foi até o bar, sentou e pediu um drink. Enquanto saboreava pode observa que alguém sentava no banco ao lado. Acabou por sentir o olhar dele sobre si; esse que se virou para o garçom e disse: - me vê o mesmo que ela. Involuntariamente ela abriu um sorriso meio de canto , este que foi a brecha para o inicio de uma conversa. Como já era de costume a primeira coisa que ela faz foi levar seus olhos na direção da mão dele tentando assim observa se nessa encontrava-se uma aliança ou mesmo uma marca. Não poderia deixar de pensar na possibilidade de este ter a tirado antes de entrar no local. Não vendo sinal nenhum ; pensou consigo mesma: [u]podemos prosseguir[/u]. E assim fez. Seus olhos azuis cor do céu a flertavam a toda instante. A voz grossa boa de se ouvir ao pé do ouvido a instigava. Seus cabelos lisos com um tom de grisalho a encantava. Depois de alguns drink's ele a chamou para dançar. Ela sorriu e o seguiu. Ao som das batidas ela pode percebe que este ia bem além da aparência atraente, do bom papo. Dançaram algumas músicas até a hora em que da boca dele saiu o convite de iram a um lugar mais calmo. Sabia ela muito bem que lugar mais calmo era esse, mesmo assim não negou ao convite. Entraram no carro, o caminho até a cobertura do tal foi com a trilha sonora de Bon Jovi, mas um ponto pra ele ; sempre é bom ter um bom gosto musical. Entraram , não pode negar que este tinha um bom gosto ímpar. Ele serviu mais bebida. Quando deram por si as roupas já estavam espalhadas pelo chão. Estavam ali , dois desconhecidos a sós. Mas não se entregando. Aquilo não passava de prazer para ambos. Sexo sim, nada de amor. Dormiram na mesma cama. Quando o sol começou a raiar ela acordou, devagar sem fazer barulho, catou suas roupas se vestiu. Pegou um papel, caneta e escreveu:

- adorável companhia , maravilhosa noite. não sei seu nome , nem você o meu ; não precisamos disso. quem sabe um dia nos reencontramos por noite a fora. beijos :*

Desceu, pegou um táxi e voltou para casa. Tomou um banho, ligou para a Bru. E as duas almoçaram rindo do acontecido da noite anterior.

Ás vezes é bom inverte os papeis.

18 comentários:

Dandara disse...

Adorei seu blog!

Beijoh

Paulo, disse...

adorei o final amor, nessa você se superou. e não é de se espantar, que o mesmo, tenha fica fascinado por ela. #)

olhos azuis cor do céu? isso me lembra alguma coisa (66' tá, parei :x desculpa é que não resisti amor ;DD


te amo

Ciça. disse...

Adorei! =D


:*

Luuuuize! disse...

gostei, gostei mesmo!

beeeijo :*

Idylla disse...

Oi Sra. Nanita sumidaaa!!! eh viajar eh bom demaisssssssssssssssssssssssss....
Ameii o post, como sempre né, amo todos os posts q leio aki rsrs!!!
Bjaum e n somi n...

MH disse...

nada como uma noite de sexo inesperado.
E o jeito que voce descreveu foi incrivel.

: )

Olirum disse...

Que os nossos representantes oficiais se deêm muito bem
askposaopkkopaskpoas
bom fds

Minuto do Intervalo disse...

Estar no lugar certo, no dia certo e na hora certa. Isso não tem preço!


Belo post. E bela escritora!

Beijos!

Camilla disse...

Adoreeeeei!!

Esses momentos de loucurinhas são os melhores.

... disse...

gostei, gostei mesmo! (2)
me da uma garrafinha dessa ? *-*

Vinícius Aguiar disse...

Nossa... e pensar que isso acontece todos os dias né... só que infelizmente, nem sempre os finais são tão felizes assim!!
Beijos!

raai. disse...

aaah papéis invertidos (6)
eihawoheoiawheoiaheaw

são bons pra quem gosta de 'dar o troco' e ruins pra quem não sabe separar sentimento de físico
;~

;*

Marianaaaa ♥ disse...

Fantástico, bem escrito, interessante,e sem dúvidas diferente!
Parabéns

Gabi disse...

muito bom!
adorei.
já linkei o blog nos meus favoritos.
voltarei.
bjos

Aline Romero disse...

Masculinizadamente feminino, se é que isso é possivel.
MUITO bom. E quando eu digo muito, eu quero MESMO dizer muito...^^
AbraçO!

Ariana disse...

Amei!
Essas noites diferentess são mto boas msm!
Aquelas que a gente sai da rotina! haha

Beijo

Natália disse...

Nhammm, eu tb quero!!! =(
Eu quero passar por isso tb e ao menos uma noite esquecer os problemas e só me divertir!
Ah, tá vendo? Até os seus personagens amadurecem. Cm o tempo vc vai descobrir que é melhor! HUAHAUAHUAHAUAHUAHUA

AMO AMO AMO

ALF disse...

Fico pensando em quantas situações parecidas as pessoas vivem. De fato essa história ilustra até uma certa leveza sensual. O que encanta num encontro casual é esse desconhecimento talvez. Embora infelizmente seja apenas prazer...

Adorei.

Beijos