sexta-feira, 26 de setembro de 2008

Céu nublado , noite fria.

Eles estavam ali , sozinhos , deitados. O quarto estava recheado de conversas e risos. Ela como sempr e muito sorridente, ele sem tirar os olhos dela. Quando do nada começa a conversa sobre o coração , ele diz que gostava dela , que tem medo de perde-lá para outros. Que quer algo mais sério. Ela sorri de canto , afundo o rosto na almofada. E pensa: - será que ele tem realmente medo de me perde? Ele nao desiste, procura os olhos dela repeti as palavras. Tentando assim fazer com que ela nao ouvisse e sim sentisse. Ela por sua vez nao levava nenhuma siquer palavra a serio. E então soltou aquela: - na cama nada é levado a serio! Ele tentava dobrar as curvas que ela lançava no meio do caminho na mesma velocidade em que ela ia se esquivando. As curvas viam com mais frequencia e antes que ele perdesse a direção. Foi pra cima dela com tudo , segurou no seu rosto, deu-lhe um beijo na testa e disse: - nao posso fazer com que você me leve a sério , minhas palavras realmente nao sao muito , como você mesma dz muitos podem dizer isso. Só te pesso para olhar nos meus olhos , as palavras podem mentir ou mesmo soar falso mas o olhar nao! Era a primeira vez que ela ficara queta naquela noite. Ele por fim pegou a mao dela , levou ao lado esquerdo do peito dele e disse: - você consegue sentir o pulsar? Ela sorriu , foi o mesmo que dizer sim! E ele: você é a causadora disso. E naquele momento ela teve o que nenhum antes havia lhe dado , teve além de palavras teve o sentir. E mudou a ideia de que na cama nao se leva nada a serio.

20 comentários:

Lorena Portela disse...

oiê, obrigada pela visista...

gostei daqui tb.


beijo!

Carol Garcia disse...

que liiindo, e uma certeeeza que faqz agente ser feliz como nunca !
é bom ouvir o que agente sabe mais gosta e precisa ouvir :]
beeeijo ;@

Talles Borges e Borges Moreira disse...

Haha, jah aconteceu isso comigo, uma vez disso ao meu ex que tinha medo de perde-lo porem ele n levava muito a serio o q eu dizia, adorei a historia bjus amor e valew pelo elogio!

nina disse...

conversas assim nunca tive
tampouco irei de ter
certas vezes me detive
quanto ao que devo ser.

Uso máscara, incorporo, interpreto, sou atriz. Nao consigo ser verdadeira com alguem, a nao ser na escrita, inabalavel fragilidade minha. Aqui passei e sempre passarei. Aguarde-me. Volto quando puder. Gostei do teu canto.

raai. disse...

"Ele por fim pegou a mao dela , levou ao lado esquerdo do peito dele e disse: - você consegue sentir o pulsar? Ela sorriu , foi o mesmo que dizer sim! E ele: você é a causadora disso."

eu já ouvi isso, e era mentira :(

;***

João da Silva disse...

Como sou distraído... só agora notei que o nome de seu blog é derivado de uma música do Chico que eu adoro, e que mostra o amor incondicional de uma mulher pelo seu parceiro. Chico, em minha opinião, depois de Machado de Assis, foi o gênio brasileiro que mais conseguiu adentrar e traduzir a alma feminina.
Feita a preliminar, passo ao seu post: adorei. Há pessoas que fogem ao amor, têm medo de senti-lo, ou de "cair" em sua malha fina; contudo, quando esse amor quer-nos dominar, ele consegue. E quem haverá de escapar-lhe aos poderosos braços?
Beijinhos do João

Olirum disse...

Que lindo o texto!
Queria uma história linda assim pra mim!

Sumi, mas vou tentar aparecer mais, rs.

Janete Andrade disse...

só o amor é capaz de sensações como essas! *-*

;*

Camilla disse...

Caramba, você escreve muito bem.

Parabéns!!

instantes e momentos disse...

ótimo post, muito bom o blog.
Maurizio

A n i n h a a disse...

ahh que gracinha de texto.
Uuuuma dilícia de ler, fofinho que só ele :D

beijoos

Talles Borges e Borges Moreira disse...

Amor acabei de postar te espero la, haha a historia é super rapida e engraçada!

Nessa disse...

ameeei amooore *-*
é muito bom ler o que vc escreve *-*

Garota viajante disse...

Lin-do!

Ameei demais o texto.

Ficou ótimo.

Depois visita meu blog que tem post novo!

Beijinhooos ;*

Reh.invente disse...

belo texto to bm num momento assim

João da Silva disse...

Voltei para ler este texto. Há algo aqui que ainda me chamou a atenção: os olhos não mentem, para quem os observa atentamente.
Beijos!

Gabi disse...

seus olhos e seus oilhares...
nossa
intenso horrores
parabéns

Jéssica disse...

Lindo blog
e Lindo texto...
Nada melhor que o olhar para expressar sentimentos...

Adorei seus textos, vou sempre estar por aqui agora rs

Aah te add nos meus link,, pode?
bjos

ALF disse...

A minha opinião sempre foi essa.
A qualquer momento, em qualquer situação, nós podemos levar à sério. Acho que vai de cada um.
Quando os dois corações são verdadeiros, sempre existirá mais que o momento, mais que o sentir por trás de cada ação.

O amor desta forma cresce de forma mais bela e sólida.
;)

Beijos minha querida.
Te adoro viu.
Se cuida.

Minuto do Intervalo disse...

Excelente! Adorei o texto! Esse çance de olha é muito louco...e eu levo muito a sério!


Beijos