terça-feira, 26 de julho de 2011

Lembro-me bem daquela

noite onde o mar se encontrava agitado e mesmo assim resolvemos andar pelo caminho dos pescadores. As estrelas tinham se retirado para dormir a única iluminação ao longe era das casinhas. Encontrava-me com receio de andar por ali, ainda mais depois de avistar um rapaz com uma bicicleta na ponta e outro mais a frente. Sempre tive muito medo das coisas, o pior por vezes sempre vem a mente. E você, apesar do pouco tempo já havia percebido, sendo assim me olhou nos olhos e disse: - “você está comigo” segurou minha mão, me senti segura. É moço você me passa uma segurança que até mesmo o céu todo escuro se faz clarão. Assim fomos passo a passo e a vontade de chegar mais na beira aguçava. As águas batiam nas pedras. A noite estava linda. Do nada somos surpreendidos por uma onda gigantesca. Está na hora de voltar. Naquela noite a minha carta de despedida foi entregue á você, e para adocicar a dor da partida esta veio embalada com bombons de licor. Ouvi da sua boca que você não esperava sentir o que estava sentindo. Deixa eu te contar uma coisa, ninguém manda no coração, podemos manipular até mesmo algumas pessoas, mas o coração não, quando você menos espera ele vem e lhe dá um bote. Quando se vê estas envolvido. Já era não tem como voltar atrás. O caminho pra casa foi doloroso, meu coração pequeno, vontade de diminuir os passos só pra vê se assim eu teria um pouco mais de você. Hora da despedida, prometi a mim mesma que não iria chorar. Você estava a menos de dois passos de mim em silencio, enquanto isso as lagrimas brotavam. Por dentro eu gritava a vontade de que o tempo parasse. As doze baladas já haviam batido, a cama me esperava. Vi você dobrar a esquina o grito calou-se. O peito apertou. Então você se foi, e ao invés de correr e dobrar a esquina virar pra você e dizer que lhe queria pra mim. Me fiz silencio. Abri a porta, subi e dormi.

16 comentários:

MARILENE disse...

Nos nossos sonhos não há despedidas. Na realidade, sim. Mas a maior tristeza, aquela que pode acarretar arrependimentos e desconforto, está no silêncio.

Bjs.

- MƋFƋLDƋ FERNƋNDES ♥ disse...

sim muito bom *_*
Olha posso te fazer uma pergunta ? :$$

mariana capante. disse...

cada pessoa tem a sua forma de ver a vida !

soraiafontes disse...

e de que maneira :s

Ana Sofia disse...

é muito bom mesmo... oh obrigada querida :D

gosto muito do teu texto está profundo, com sentimento

your love is my name disse...

mesmo querida S:

inês disse...

não sei é se estou preparada para viver mais um amor...

Moni Abrao disse...

"você me passa uma segurança que até mesmo o céu todo escuro se faz clarão." Lindo isso!

S'M disse...

é mesmo verdade, o coração é quem manda sempre. O verdadeiro amor é sempre difícil de deixar

S'M disse...

vou seguir-te!

- MƋFƋLDƋ FERNƋNDES ♥ disse...

Oh obrigada pela simpatia , poderia me dizer como e que pos aquilo do "gosto" no texto ? :$

Daniela Filipini disse...

Acho graça dessa nossa mania de pensar que podemos controlar nossos sentimentos, decidir o que sentimos, escolher a quem amamos... E não temos o controle de absolutamente nada, é só ilusão, as coisas acontecem como devem acontecer, queiramos ou não.
Mas sabe, é lindo quando acontece.

Miri Fernandes disse...

É, moça. O amor sabe nos machucar direitinho. =D

Obrigada pela visita, volte sempre.
Também gostei muito daqui!
Beijo.

Andressa P. Cruz disse...

A última vez que eu estava a beira mar no escuro, fui assaltada :S.
Lindo, conto, fato real ou ...sentimentos ?
Beijos


PS. Obrigada pela visita :D

catch me disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Aryanne SM disse...

Quase chorei. As vezes, queremos fazer tudo certo, mas os sentimentos que nos faz vivos, as vezes nos param e não deixam nós sermos felizes como queremos. Lindo texto.