terça-feira, 13 de maio de 2008

Se eu disser que

já não tenho lágrimas nos olhos? Se eu disser que não sei mais amar, que já enterrei bem fundo esse sentimento, e que só meu corpo que vive? Se eu disser que já não vivo mais agarrada á lembrança alguma e há instantes que julguei ser para sempre? Posso tentar mentir dizendo isso para os outros só que não consigo mentir pra mim mesma, eu consigo amar sim e quero amar de novo, estou preparada para um novo amor, novas sensações, novos desejos e quem sabe até novos planos. As minhas lágrimas continuam no mesmo lugar e vira e meche tenho prova disso quando elas rolam pela minha face, umas vezes até sem eu entender porque. Ah! lembranças essas continuam no mesmo lugar, por mais que eu tente enterrá-las e deixar tudo pra trás eu não consigo, simplesmente não consigo. Não vou mentir pra mim, tenho que aprender a lidar com tudo isso.

Ultimamente minhas palavras estão sendo tão tristes.. mas fazer o que? Se eu aprendi desde pequena a passar pro papel o que tenho no coração!


O grande coração e o meu MINI-coração.

13 comentários:

Sinta o que Eu Sinto disse...

"Se eu aprendi desde pequena a passar pro papel o que tenho no coração!" é cursamos a mesma escola.
Adorei o "Quem sou eu", seu. Perfeito!

Idylla disse...

Amei esse texto, tudo a ver comigo...principalmente qndo passamos por certas desilusões amorosas, por crises existenciais hauhauhaua...Otimo!!!!
Vou estar sempre dando uma espiadinha por aqui...m identifico muito c seus textos! beijinhos =*

Wrong'Em Boyo disse...

Ahh, que gracinha, seu texto!

Acho que a gente sempre passa por coisas ruins que deixam a gente triste, mas o mais importante é depois dar a volta por cima e conseguir encarar tudo que vem depois, né;

Obrigada pela visita!

:*

T disse...

liiiiiiiindo texto !!
:)

MH disse...

Eu aprendi que ouvir musicas tristes ou mesmo escrever palavras tristes exorcizam nossas tristezas.
Não tem nada de errado...desde que a gente nao se afunde nas tristezas, acho que escrever sobre ela é uma forma de manda-la pra bem longe...em forma de versos...prosas...ou palavras soltas mesmo.

Gabri Ela ♥ disse...

- Queriida :D
é tão bom mais uma vez voltar aqui e me deparar com seus textos maravilhosos, sabia? *-*
-
quem é que nunca teve essas mesmas experiências?...
todo nós passamos ou passaremos por isso um dia, mas o fascinante mesmo é não perder a vontade de viver tudo de novo, só pra fazer diferente :D
que graça teria a sua vida se não houvesse os desejos, os sonhos, os planos?
graça nenhuuma teria.
então ame mesmo, sonhe mesmo, chore mesmo quando for preciso...
mas SEM MEDO.
ameei³ seu texto.
Beeijo :*

Lígia Carvalho disse...

AS LEMBRANÇAS NOS ASSALTAM A MEMÓRIA
SÃO PARTES INERENTES DE NÓS..
MAS O QUE SERIA DAS NOSSAS VIDINHAS SEM ELAS?! PORÉM MUITAS VEZES TENHO VONTADE DE PERDER A MEMORIA E COMEÇAR TUDO DE NOVO, SEM CULPA, SEM OLHAR PRA TRAZ, TUDO NOVO DE NOVO!

Rαfαεℓℓα disse...

caraks, quando li "Se eu disser que", a música que eu estava escutando disse a mesma coisa...sabe como é né?? :D

Ah, esse negociod e escrever coisa triste é fase....depois a alegria aparece

Beijão! Valeu por linkar! ;D

Reh.invente disse...

Tentamos enterrar mas sempre ressucita

Nathália disse...

"(...) mentir pra si mesmo é sempre a pior mentira." Como já dizia Renato Russo.
Seja sincera com você. Isso faz um bem. ^^

Beijo!

Paulo Leopoldino disse...

menitas das palavras doces, chore o que tiver que chorar, sofra com o que tiver que sofre, porque as lagrimas e o sofrimento aliviam a alma. mas não perca a oportunidade de sorrir.
transforme sua tristeza em prosa, os seus reversos em versos.

eu tbm quero amar, quero cometer loucuras em nome desse amor. e eu acredito no amor, mesmo não sabendo o seu paradeiro.

beiiijoss
;**

Nadja Reis disse...

Belo blog! xD

Ariana disse...

Palavras doces e sinceras!
Belo post!
Emocionei!

Beijo*