segunda-feira, 7 de julho de 2008

Procura-se

Sendo este um jornal por excelência, e por excelência dos precisa-se e oferece-se, vou pôr um anúncio em negrito: precisa-se de alguém homem ou mulher que ajude uma pessoa a ficar contente porque esta está tão contente que não pode ficar sozinha com a alegria, e precisa reparti-la. Paga-se extraordinariamente bem: minuto por minuto paga-se com a própria alegria. É urgente pois a alegria dessa pessoa é fugaz como estrelas cadentes, que até parece que só se as viu depois que tombaram; precisa-se urgente antes da noite cair porque a noite é muito perigosa e nenhuma ajuda é possível e fica tarde demais. Essa pessoa que atenda ao anúncio só tem folga depois que passa o horror do domingo que fere. Não faz mal que venha uma pessoa triste porque a alegria que se dá é tão grande que se tem que a repartir antes que se transforme em drama. Implora-se também que venha, implora-se com a humildade da alegria-sem-motivo. Em troca oferece-se também uma casa com todas as luzes acesas como numa festa de bailarinos. Dá-se o direito de dispor da copa e da cozinha, e da sala de estar. P.S. Não se precisa de prática. E se pede desculpa por estar num anúncio a dilacerar os outros. Mas juro que há em meu rosto sério uma alegria até mesmo divina para dar. Clarice Lispector

Selos:




Ganhei da ( http://notasnoturnas.blogspot.com/) Aline, adoravél. :) Gostei muito :')



Ganhei da (http://assuntosassim.blogspot.com/) Mila, ela que diz que meu blogger é doido que treme rsrs. Adoravél. Gostei muito! :D

10 comentários:

Camilla disse...

Ownnnn lindo lindo

Amo a Clarice!!

Nina disse...

Que texto lindo!!!! Palavras belas e doces dela!

Bárbara disse...

Adorei! Mas nem me candidataria porque tem gente que precisa mais que eu! =)

ALF disse...

Não faz mal estar triste?
Hum, então me candidato

Adoro receber com alegria.
;)


Beijos
Uma linda semana pra ti

Thiara Ney disse...

Ah, clarice é tudo, né?!

Obrigada pela visita. Pode voltar sempre que quiser!

Bjus!

Anna Clara disse...

doce.

Dani disse...

Nanita!!! Adorei esse texto da Clarice, não conhecia... que ótimo! Eu me candidato! Como faz?? rs... Beijão, mocinha!

Mary West disse...

Que texto profundo e inspirador! Parabéns pelos selos! :D

Santhiago Ramirez disse...

Que linda e delicada esta postagem, que coração bonito e bom o que a inspira.
Beijos carinhosos

SDopazo disse...

Nanita, por obra e graça de uma amiga encontrei este texto da Clarice em seu blog. Simplesmente lindo e desta mesma fonte Clarice bebeu para compor este fragmento que encontrei faz muitos anos no livro da Olga Borelli, veja: " Te conheço até os ossos por intermédio de uma encantação que vem de mim para ti. Só uma coisa nos separa, o ar entre nos dois. Ás vezes para diminuir este quase cruel afastamento, eu respiro na tua boca que então me respiras e eu te respiro, mas isso apenas por um breve instante, se não sufocaríamo-nos...este é o preço que se paga quando um tenta ser o outro."